Archive for junho \29\-03:00 2008

h1

Estranhos conhecidos

junho 29, 2008

estranhos normais

Em praticamente 1 mês de férias (sim, um eufemismo pra “vagabundagem”) o que mais me atormenta é a falta do que fazer. É tão comum a gente reclamar de tudo, entretando é mais difícil ainda se acostumar a continuar sem certas coisas. Todos os dias eu tinha o costume inútil de observar as pessoas enquanto me dirigia pra Faculdade. Era muito mais do que um julgamento sobre a aparência de alguém ou uma conclusão sobre o seu comportamento. Eu tentava imaginar como era a vida daquele indivíduo, que lugares ele freqüentava, com que tipo de gente se relacionava e os problemas que deveria ter. Quando me dava conta, já estava interprentando supostas dificuldades idealizadas pela minha mente. Diariamente me deparava com mulheres traídas, mães solteiras, homens desempregados, pais carinhosos e adolescentes apaixonados. Durante essas “viagens”, eu me esforçava ao máximo pra absorver um pouco mais do mundo dos outros, tentando ser mais compreensiva. Muitas vezes cheguei a ter pena, satisfação ou medo… Era sempre isso que acontecia no caminho, até o momento em que eu acabava sendo tomada pela realidade. Bastava chegar ao meu destino pra notar que na verdade eu sou apenas como uma das pessoas que eu tento entender…

A vida é assim: a cada dia um monólogo é travado, você acredita que sabe muita coisa e até se orgulha disso. Então você desperta e vê que todas as suas respostas não servem mais, pois as perguntas já foram mudadas. Ainda assim, continuamos tentando decifrar..