Archive for julho \27\UTC 2008

h1

Aprenda a sangrar

julho 27, 2008

Olha, você não se envergonha! Admirável, não? Quão diferente eu achei que seria? Oh! Realmente não sei.
Te agradeço! Sim, eu agradeço. Posso julgar com facilidade, agora. Vejo além… Não além das palavras, não ainda, mas vejo além do interesse. Estou grata, novamente, por não me enganar mais.

Olha, eu me envergonho! De tudo que eu era antes. De ser frágil a ponto de me ferir em conseqüência do que te causei. Oh, isso realmente me constrange: fui melhor do que merecias! Obrigado por me punir, por me munir de precaução, por me fazer entender cada movimento seu, por saber recuar antes de perder.

Olha, me desculpe. Não pude te dar tanto significado, não foi nada especial. Tudo muito comum, sem boas lembranças, só boas lições. Pessoas importantes tem lugares importantes, pessoas normais apenas vão embora. Você me deu apenas o argumento que eu precisava. Mais uma vez, eu agradeço.

Olha, a sua dor! Sim, a sua. Aquela que não me toca, que com certeza não é o reflexo do sofrimento de ninguém. Nunca foi. Sempre acompanhado por uma bela máscara de satisfação, onde a solidão é subentendida. Ninguém mais além de você… Você: sempre um exagero do mesmo, dividido em várias metades. Seu jogo velho ainda parece funcionar…

Então, quando te cansas, o que faz?

Ah, essa eu também sei!

O jogo não é o mesmo, me enganei! É apenas o mesmo tabuleiro, as peças é que mudam…

Anúncios
h1

Fogo e Gelo

julho 25, 2008

“O mundo findará em fogo, ouço aqui,
Em gelo, ouço ali.
Conheço bem o desejo, logo
Sou a favor do fim em fogo.
Mas se houvesse dois finais,
Creio que sei do ódio a ponto
De afirmar: ao destruir, o gelo
Funciona bem;
Não fica aquém.”

(Robert Frost – Fogo e Gelo)

Meu mundo, com certeza, se findaria em gelo.

Estou no momento muito twilight da minha vida =~ não consigo controlar o vício.

h1

Some feelings…

julho 17, 2008

… e eu fico entregue a qualquer manifestação sua, qualquer aparição repentina que possa dar mais brilho ao meu dia, qualquer palavra que me conforte mais, fazendo com que eu me sinta melhor só por te ver feliz. Sou uma sombra da sua atenção. Pode não ser mais algo irremediável, de qualquer modo não deixou de ser profundo. Vai ser sempre assim, vai ser o mesmo alívio que eu vou sentir quando te ver sorrir, ou o aperto no meu peito quando eu simplesmente não puder te ver mais. Será sempre a mesma dúvida que eu vou carregar, sempre a pergunta sem resposta para a minha incapacidade. Serei sempre a emergência 24h, ou apenas mais um pedaço da sua memória imersa a tantas outras lembranças alegres.

Eu sinto falta de poder ser mais eu nas horas livres, graças a você.

h1

Twilight

julho 11, 2008

Hello, blog! Ando sumida, eu sei. Mais uma promessa quebrada, talvez. Entretando nunca é tarde para se redimir e cá estou eu pra relatar minhas experiências da última semana. Fui apresentada a uma série de livros chamada “Luz & Escuridão”. Sempre gostei de ler (na verdade sempre me apeguei a qualquer chance de fugir da realidade), mas nunca tinha apreciado algo parecido. Sinceramente, meu coração tá mole quanto gelatina, me encontro totalmente vulnerável. Enfim, vamos voltar aos livros!

Twilight – como é conhecida a série – conta até agora com cinco exemplares. Três já foram lançados (Twilight, New Moon e Eclipse) entretanto apenas o 1° chegou ao Brasil até agora. Escrito por Stephenie Meyer, a saga relata um romance entre uma humana e um vampiro, que antes de encarar qualquer vilão, lutam primordialmente contra seus instintos.  Em 21 dias mais um livro será lançado, entitulado “Breaking Dawn” o 4° exemplar contará com aproximadas 763 páginas de pura reviravolta e sofrimento. Não pára por ai! Stephenie afirma que o 5° livro do romance de Edward e Bella (Midnight Sun) será a versão de Twilight aos olhos do próprio Edward! Ficaria eternamente grata se alguém com o mínimo de piedade, lembrasse a nossa querida autora que os seus leitores não são imortais como o protagonista da sua brilhante história.

Enquanto Midnight Sun não sai, irei ler Breaking Dawn e aguardarei ANSIOSAMENTE pelo filme de Twilight, que tem sua estréia prevista para o dia 25/12/08 (pelo menos terei tempo suficiente pra descolar uma boa desculpa pra passar o Natal no cinema).

Aqui segue o trailler…


Por favor, não estranhem se os próximos posts forem sobre um amor platônico ou qualquer outra coisa do tipo, na minha mente está restrita a apenas 2 fatores: Twilight e Edward Cullen. =)

ps: TODOS OS CRÉDITOS PARA A MINHA AMIGA LUIZA ARCHER (minhaka).

h1

Mudar é preciso…

julho 1, 2008

Blog de cara nova! Sabe, é bom mudar às vezes. Você tem a sensação que vai surpreender alguém e começa a encarar as coisas de um outro modo. Acho que mudança foi algo que eu sempre encarei como uma forma positiva e talvez isso tenha me ajudado a superar certas coisas ao longo dos anos. Quando você se permite mudar significa também que tá se abrindo pra novas oportunidades e está disposto a encarar a vida de forma mais otimista. Sempre que me sinto fraca eu procuro contornar o caso fazendo algum tipo de transformação, mesmo que seja de opinião. O problema é quando a mudança vem sem você querer, quando é coercitiva. Ah, ai não tem pra onde! É como se você tivesse que terminar uma refeição já estando satisfeito, é quando tudo parece perder a graça ou o sentido que você acreditava existir… e o rumo então? pra onde foi? O engraçado é que no final isso se torna piada e a história inteira não passa de uma “mudança maior”. Então, tudo fica bem e é a isso que eu me apego quando sou coagida a mudar: ao “gran finalle”.